Será que o PageRank do Google acabou?

Será que o PageRank do Google acabou?

<p>Quem trabalha com internet sabe que um dos pontos mais importantes a se mensurar com o <a href="https://tec2web.com.br/post/qual-o-conceito-de-marketing-digital">Marketing Digital</a> &eacute; saber o alcance de suas postagens. Os sites e blogs precisam ter esse conhecimento para saber se o <a href="https://tec2web.com.br/post/como-funciona-o-inbound-marketing">seu conte&uacute;do</a> est&aacute; atingindo seu <strong>p&uacute;blico-alvo (ou buyer persona)</strong>.</p> <p>Se voc&ecirc; j&aacute; tem conhecimento sobre <strong>SEO</strong> h&aacute; pelo menos 5 anos, j&aacute; deve pelo menos ter ouvido falar bastante das &quot;traquinagens&quot; que o <strong>Google costuma fazer com os profissionais de SEO</strong>.</p> <p>Um exemplo ocorreu em 2011, quando o <strong>Google lan&ccedil;ou o update Panda</strong> e passou a n&atilde;o aceitar mais qualquer conte&uacute;do mal escrito, com <strong>repeti&ccedil;&otilde;es exageradas de palavra-chave apenas para melhor posicionar</strong>.</p> <p>No mesmo ano, a empresa decidiu que n&atilde;o iria mais exibir qualquer informa&ccedil;&atilde;o sobre as palavras-chave que trouxeram tr&aacute;fego para o seu site (o famoso &quot;Not Provided&quot;).</p> <p>J&aacute; em 2012 o <a href="https://tec2web.com.br/post/nova-atualizacao-do-google-panda-e-pinguim-o-que-mudou-no-seo">Google lan&ccedil;ou o update Penguin</a>, fazendo com que todos os sites com <strong>links de baixa qualidade, artificiais, sofressem consequ&ecirc;ncias</strong>.</p> <p>Bom, verdade seja dita: todas essas mudan&ccedil;as que o <strong>Google estabeleceu foram justas e necess&aacute;rias</strong>. Sim, visto que o algoritmo do Google foi feito para traduzir o que seria uma boa experi&ecirc;ncia para o usu&aacute;rio e n&atilde;o para que os sites artificialmente se adequassem a esse algoritmo (que &eacute; o que sempre aconteceu).</p> <p>Sob essa mesma premissa, no <strong>dia 18 de abril de 2016</strong>, o Google anunciou a mais nova: a partir desse dia, ele <strong>n&atilde;o exibiria mais publicamente a informa&ccedil;&atilde;o do PageRank de todos os sites</strong>. Para voc&ecirc; que n&atilde;o se impressionou muito, precisamos contextualizar:</p> <h3>Mas o que &eacute; PageRank?</h3> <p>Desenvolvido inicialmente por <strong>Larry Page</strong> com a posterior colabora&ccedil;&atilde;o de <strong>Sergey Brin</strong>, fundadores do Google, o <strong>PageRank (representado por PR)</strong> foi a base para o surgimento do <strong>algoritmo do Google</strong>. Esse nome faz uma alus&atilde;o ao criador (Larry Page) e ao fato de ser uma <strong>nota dada pelo Google &agrave;s p&aacute;ginas indexadas em seus servidores</strong>. PR &eacute; uma das centenas de vari&aacute;veis utilizadas pelo<strong> Google para definir quem aparece primeiro nos resultados naturais</strong>.</p> <p><strong>O PageRank de um site varia de 0 a 10</strong>. Poucos sites possuem PR=10, como o Google e a Casa Branca. No Brasil, para se ter um exemplo, a <strong>p&aacute;gina inicial do UOL e do Terra</strong> alternam entre PR=6 e PR=8. <strong>Quanto mais alto for o PageRank, maior a possibilidade de um site aparecer bem posicionado na tela de resultados do Google</strong>.</p> <p>Essa&nbsp;foi a grande sacada do Google para se tornar o <strong>site de busca preferido pela esmagadora maioria dos internautas</strong>. Inicialmente, os sites de busca se baseavam no seu algoritmo, principalmente, em elementos do pr&oacute;prio site. As <strong>Meta Tags</strong> e a densidade de uma determinada palavra na p&aacute;gina e no site eram os fatores mais importantes para determinar o posicionamento do site. <strong>Esses elementos eram, por&eacute;m, facilmente manipulados por webmasters que buscavam melhorar o posicionamento de seus sites no Google</strong>.</p> <p>O Google criou ent&atilde;o o PageRank, um <strong>mecanismo de &quot;votos&quot;</strong>. Cada link de uma p&aacute;gina apontada para outra &eacute; considerada um &quot;voto&quot;, uma recomenda&ccedil;&atilde;o daquela p&aacute;gina &agrave; p&aacute;gina para onde o link se direciona. Quanto mais importante, isto &eacute;, quanto mais alto for o PageRank da p&aacute;gina de onde sai o link, mais importante &eacute; o &quot;voto&quot; dado &agrave; p&aacute;gina de destino.</p> <p>Uma p&aacute;gina que daremos o nome de A, que recebe v&aacute;rios links apontados para ela de outras p&aacute;ginas do pr&oacute;prio site ou de sites externos, acumula parte do PageRank oriundo dessas p&aacute;ginas. Com isso, essa p&aacute;gina se torna mais importante a cada novo link recebido, pois o PageRank dos links que apontam para ela &eacute; somado. Quanto maior o PageRank de uma p&aacute;gina, maior a quantidade de PageRank passado para as p&aacute;ginas para as quais ela aponta. Tente conseguir um link da p&aacute;gina inicial de um grande portal e voc&ecirc; ver&aacute; o que acontecer&aacute; com o posicionamento de seu site.</p> <p>Por consequ&ecirc;ncia, as p&aacute;ginas para as quais nossa p&aacute;gina A apontar, internas ou para outros sites, receber&atilde;o mais PageRank e, com isso, se tornar&atilde;o mais &quot;importantes&quot; para o Google.</p> <p>Vale notar que a quantidade de PageRank que uma p&aacute;gina pode passar &eacute; dividida pelo total de links que saem da p&aacute;gina (que apontam para outras p&aacute;ginas). Se a p&aacute;gina A tiver 100 links que apontam para outras p&aacute;ginas internas e de outros sites, cada p&aacute;gina de destino desses links receber&aacute; apenas 1/100 do total de PageRank que a p&aacute;gina A pode passar. Fa&ccedil;a essa an&aacute;lise ao escolher sites para posicionar links para seu site.</p> <h3>J&aacute; sabemos o que &eacute; PageRank, mas ele acabou?</h3> <p>Os motivos para o <strong>Google &quot;acabar&quot; com o PageRank</strong> &eacute; a m&aacute; utiliza&ccedil;&atilde;o do ranqueamento para obter privil&eacute;gios, assim como <strong>empresas que compravam links para subirem nas pesquisas</strong>, tamb&eacute;m geravam um <strong>p&eacute;ssimo conte&uacute;do patrocinado a fim de ter mais links para seus sites</strong>.</p> <p>O <a href="https://tec2web.com.br/post/o-que-e-marketing-de-conteudo-afinal">Google al&eacute;m de priorizar um conte&uacute;do bem escrito</a> com as palavras chaves definidas ele continua utilizando em suas m&eacute;tricas a atribui&ccedil;&atilde;o dos links dos sites.</p> <p><strong>Por isso n&atilde;o acabou, ele s&oacute; n&atilde;o &eacute; mais de conhecimento p&uacute;blico</strong>, o Google continua utilizando em suas m&eacute;tricas. Acredito que isso n&atilde;o ira interferir na forma como fazemos <a href="https://tec2web.com.br/blog/otimizacao-de-sites">SEO</a> pois se seguirmos todas as t&eacute;cnicas on page, criarmos um bom conte&uacute;do, e <a href="https://tec2web.com.br/post/quanto-tempo-demora-para-o-link-building-fazer-efeito-seo">conquistar bons links</a> de <strong>forma honesta seu site continuar&aacute; com relev&acirc;ncia nos &iacute;ndices de pesquisa</strong>.</p> Por: Antônio Luiz Alves – Antônio Luiz Alves

Deixe uma resposta

15 − cinco =